• banner5.jpg
 

Conheça os benefícios do ronronar dos gatos comprovados pela ciência

Evita até ataque cardíaco!

Segundo estudos, som típico dos felinos também pode ajudar a combater o estresse.

Um mito bastante comum acerca de gatos é que eles ronronam porque têm asma. Não apenas isso, mas o barulho levava donos a se livrarem dos bichanos com medo da doença. Mas tal constatação não poderia estar mais longe da verdade. O ronronado não indica apenas afeto por parte dos felinos, mas pode também ajudar a nos acalmar e ter outras propriedades terapêuticas benéficas para o corpo humano.

 

Mas como os gatos ronronam? A teoria mais aceita envolve contrações rítmicas da musculatura da laringe e faringe.

Exatamente por isso, aparentemente tem um pequeno motor em ação na região peitoral dos bichanos quando eles ronronam.

Gatos não são os únicos a ronronar, e sim todos os integrantes da subfamília Felinae, como jaguatiricas.

 

Mas por que eles ronronam? Cientistas acreditam que seja uma forma de comunicação própria de filhotes, uma forma de pedir ajuda, mostrar dor ou, mais comumente, mostrar afeto.

Com a domesticação, gatos provavelmente estenderam esse período de infância e continuam ronronando mesmo quando adultos.

 

Poder de cura

O fato é que o ronronar dos gatos possui um poder de cura que vai sendo aos poucos desvendado por cientistas e estudiosos.

O som geralmente é produzido em frequências de 20 a 140Hz, e cada animal tem uma frequência própria.

Sons com essa vibração são capazes de, primeiramente acalmar nosso sistema nervoso central. Isso significa desacelerar funções nervosas que podem estar sobrecarregadas.

O resultado é que o sintomas de estresse e ansiedade podem ser amenizados com uma "sessão" de ronronados.

O sons também diminuem os sintomas da disfonia, a conhecida rouquidão

O ronronado é capaz de ajudar nossa voz em situações como essa, muito bem vindo após uma noite de gritaria

Quem tem problemas de pressão alta ou picos de pressão pode ter os sintomas aliviados por interagir com gatos em situação de ronronado

Pessoas com fraturas também podem ser beneficiadas por gatos ronronado, pela frequência dos sons ser boa para o fortalecimento muscular

Um estudo conduzido pela Fauna Comunication revelou que sons de 25 a 50Hz são os melhores na recuperação óssea são os melhores, sendo as vibrações de 100 a 200Hz as segunda melhores

Um estudo da Universidade de Minnesota revelou que donos de gatos também possuem 40% menos chance de terem ataque cardíaco

O estudo envolveu dados de 4.435 adultos nos Estados Unidos e mostrou que pessoas que tiveram gatos em algum momento da vida deles morriam muito menos

Embora a eficácia de possuir um gato nesses casos ainda não tenha sido comprovada, acredita-se que parte desse benefício tenha a ver com o ronronado e a ajuda que eles dão a pressão sanguínea de seus donos

Ademais, o ronronado também ajudam na recuperação de infecções e de músculos e problemas de ligamento

Todas essas informações foram reunidas em um infográfico publicado no Dailyinfographic.com, onde o autor reuniu diversos estudos compilados sobre poder de cura dos gatos em uma única imagem

 

Existem mais coisas que a ciência investiga sobre gatos!

Um mistério intriga a ciência e a internet: gatos e cachorros são capazes de detectar quando humanas estão grávidas? Diversos depoimentos de donas apontam que sim. Gatos tendem a ficar muito mais carinhosos e calmos quando elas estão grávidas, geralmente iniciam o comportamento bem antes das próprias donas saberem; enquanto cachorros ficam mais protetores e agressivos com estranhos que se aproximam das grávidas. 


 

Apesar da abundância de relatos bastante claros sobre essa capacidade dos bichos, os cientistas ainda estão divididos

O questionamento mais recente surgiu no fórum Reddit, onde uma mãe perguntou por que o gato dela se tornou extremamente comportado e muito mais afetuoso

Segundo ela, identificada como 1personpizzaparty, "meu gato macho me segue por toda a casa, só fica onde estou e quando deito, sobe na cama e 'amassa pãozinho' [a popular massagem] sobre minha barriga"

"Quando eu o tiro de lá, ele sobe de reinicia o processo pelo menos outras cinco vezes antes de desistir e deitar em outro lugar", completa 

Já a usuária IANAH47 conta como o gato dela precisava ser afastado dela para simplesmente não ficar com ela o dia inteiro, quando ela estava com nove meses de gravidez

IANAH47 afirma que sofreu um pouco, porque o gato inventou de amassar os seios dela que estavam bastante doloridos 

Diversos depoimentos podem ser achados no fórum, alguns realmente impressionantes, como uma dona de gato que descreveu como o animal não a largava e ficava miando quando ela estava longe, até ela descobrir que estava com nove semanas de gravidez

Um dos editores do Reddit foi atrás de respostas científicas com a questão e ficou realmente intrigado

Segundo ele, não há estudos científicos nas principais instituições de pesquisa do mundo, mas alguns especialistas possuem respostas dúbias sobre a questão

 

Katherine Houpt, doutora em veterinária pela Universidade Cornell, e especialista em comportamento de animais, afirma ter alguns indícios do motivo dos bichos de estimação conseguirem dar sinais de que detectam a gravidez — algumas vezes até antes que as próprias grávidas

Ela diz que já recebeu essa pergunta várias vezes, mas geralmente de donas de cães

O motivo principal está no próprio comportamento distinto das duas espécies ante a gravidez

Enquanto gatos ficam mais grudentos e isso pode ser mais difícil de ser percebido se o animal já for carinhoso...

Cachorros ficam mais agressivos e tendem a aparentemente proteger a grávida, mesmo do marido dela

Katherine afirma que não sabe-se ainda a razão exata de tal mudança brusca de comportamento, mas ela tem algumas teorias

"Mulheres grávidas secretam diversos novos hormônios, como a gonadotrofina coriônica humana, o que altera o cheiro delas de forma perceptível para animais com olfato apurado", afirma a cientista

Isso pode explicar como ela aparentemente detecta a gravidez antes da própria grávida, já que o corpo dela já está agindo e liberando hormônios que produzem cheiros detectáveis     

Outro detalhe envolve comodidade: grávidas, após certo tempo assim, não se mexem muito

E gatos gostam de ficar em lugares cômodos por bastante tempo e uma coisa leva a outra

Segundo essa teoria de Katherine, os gatos podem deitar nas grávidas porque sabem que encontrarão pouca resistência 

Ela também tem uma teoria sobre o comportamento mais agressivo dos cães

Segundo ela, talvez eles fiquem nervosos porque recebem menos atenção das donas

 

 

 

 

Fonte